Wanda dos Santos

Paulistana nascida em 1932, foi e ainda é um dos maiores expoentes do atletismo Tricolor. Sua carreira teve início nas pistas do Colégio e do Clube Atlético Ypiranga, em 1943. Passou também pelo Palmeiras até chegar no São Paulo Futebol Clube em 1947, fazendo parte do elenco treinado pelo famoso alemão Dietrich Gerner (técnico de Adhemar Ferreira da Silva e outros), fato que lhe proporcionou a chance de obter inúmeras conquistas e honras, tais quais:


Bi-campeã Mundial dos 80m com barreiras.
Bi-campeã dos Jogos Ibero-Americanos

Prata nos 80 metros com barreira (11.5s) no Panamericano de 1959 em Chicago.
Bronze nos 80 metros com barreira (11.8s) no Panamericano de 1955 na Cid. do México.
Bronze nos 80 metros com barreira (11.5s) no Panamericano de 1963 em São Paulo.
Bronze no Salto em distância (5.18m) no Panamericano de 1951 em Buenos Aires.

Participou dos Jogos Olímpicos de Helsinque, Finlândia, em 1952.
Participou dos Jogos Olímpicos de Roma, Itália, em 1960.

Detém o recorde mundial dos 300 metros com barreira (prova atualmente descontinuada) com a marca de 55s04. 

Wanda dos Santos, ainda hoje, mesmo com 76 anos, é atleta do SPFC e disputa competições de veteranos, além de promover eventos sociais e esportivos para a terceira idade e também dar aulas no ensino fundamental para crianças do Colégio Santa Helena na Vila Gumercindo.

Por fim, cabe lembrar que Wanda teve que superar duas grandes barreiras, além das esportivas. Como mulher e como negra sofreu diversos preconceitos, principalmente nos Jogos Olímpicos de Helsinque, em 1952, onde as demais competidoras, ainda que cordiais, se recusavam ficar próximas ou mesmo tocar na atleta brasileira.

Abaixo, uma bela homenagem do Esporte Espetacular para a atleta:

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!